Home / Notícias Publicadas / Laboratório em Uberaba demite trabalhadores e não paga

Laboratório em Uberaba demite trabalhadores e não paga

img-20161116-wa0003A Feessemg, juntamente com o Sintralab-MG, se reuniram com cerca de 30 trabalhadores do Laboratório Jorge Furtando, em Uberaba, que foram demitidos e ainda não receberam suas indenizações trabalhistas. Os trabalhadores foram demitidos há 20 dias e a empresa ainda não se posicionou sobre os valores devidos.

A Feessemg irá protocolizar ação coletiva na Justiça do Trabalho, amanhã (17), em Uberaba, para que haja o cumprimento dos direitos garantidos, como o FGTS, pagamento dos salários, INSS, entre outros benefícios.

O presidente da Feessemg, Rogério Fernandes, avisa que essa é uma prática recorrente da direção do laboratório e que isso tem que mudar. “Os empregadores acham que podem fazer o que quiserem com os trabalhadores, ainda mais em um momento delicado como esse que estamos vivendo no País”, afirma o presidente.

3 comments

  1. joao batista da silva

    Muito bem presidente Rogério Fernandes ripa na chulipa e pimba na gorduchinha.

  2. Justiça tarda mas não falha.

  3. Só acho que demorou muito tempo para esses funcionários reivindicar os direitos trabalhistas que não estavam sendo cumpridos ha anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *