Home / Notícias Publicadas / Ato pede justiça para os assassinatos da Chacina de Unaí

Ato pede justiça para os assassinatos da Chacina de Unaí

IMG-20170130-WA0010A Feessemg e Sindicatos filiados participaram, juntamente com a Força Sindical, do ato público pela prisão dos mandantes e intermediários da Chacina de Unaí, que aconteceu no último dia 30, às 9h, em frente à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/MG), em Belo Horizonte. Os participantes pediram justiça pelos assassinatos da chacina de Unaí que completa 13 anos.

O crime aconteceu em 2004, quando os auditores-fiscais do trabalho Eratóstenes de Almeida Gonsalves, João Batista Soares Lage e Nelson José da Silva  e o motorista do Ministério do Trabalho,  Ailton Pereira de Oliveira foram mortos durante investigação de denúncias de trabalho escravo em fazendas da cidade de Unaí, interior de Minas Gerais. Os mandantes continuam em liberdade, apesar de condenados.

“Estamos manifestando em solidariedade aos trabalhadores do Ministério do Trabalho que tiveram suas vidas retiradas porque cumpriam seu dever. É um absurdo que ainda encontremos situações de trabalho escravo nos dias de hoje, e quando são denunciadas, acontece uma tragédia como essa”, apoiou o presidente da Feessemg, Rogério Fernandes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *