Home / Imprensa / Enfermagem apresenta proposta de piso salarial na ALMG

Enfermagem apresenta proposta de piso salarial na ALMG

audiencia-300x224O presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Dinis Pinheiro (PSDB), e o presidente da Comissão de Saúde, deputado Carlos Mosconi (PSDB), se reuniram nessa quinta-feira (21/06), na ALMG, com representantes de entidades dos profissionais da área de enfermagem. Eles defenderam para os parlamentares um piso salarial regional para a categoria. Pinheiro avaliou a situação precária da saúde brasileira, o que prejudica também os funcionários do setor.

“Nos últimos 10 anos, o investimento no setor pela União teve um crescimento de apenas 40%. Já pelos Estados, o aumento foi de 140% e pelos municípios, 150%. Devido a essa precariedade de investimentos na saúde pelo governo federal, sofrem os pacientes e os funcionários, que acabam recebendo pouco. Precisamos mudar essa realidade”, explicou o presidente.

Mosconi vai avaliar a proposta do piso salarial para a categoria, considerando a importância desses profissionais e atitudes semelhantes que já foram adotadas em outros Estados. “Vamos analisar, com muita disposição, a situação dos enfermeiros, técnicos e assistentes de enfermagem de Minas Gerais. Outros Estados já estão adotando esse procedimento e vamos verificar a possibilidade de fazermos o mesmo.” Segundo o presidente da Federação dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde, Rogério Fernandes, a adoção do piso regional já é praticada no Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, entre outros.

O diretor de formação e educação sindical da Força Sindical Minas, Juvenal Araújo, informou que, no Estado, são 150 mil profissionais na categoria, sendo composta, em sua maioria, por mulheres. Congresso. Atualmente, também tramitam na Câmara dos Deputados os Projetos de Lei (PLs) 2.095/2000, que dispõe sobre a redução da jornada do trabalho de enfermagem, e 4.924/2009, que fixa o piso salarial de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. “A questão do piso vem sendo discutida há pelo menos 52 anos na esfera federal, mas sem nenhum resultado prático.

Espero que, em Minas, consigamos implementar uma proposta salarial para a categoria”, disse o presidente do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-MG), Rubens Schörder Sobrinho. Presenças. Também participaram da reunião o coordenador institucional do Centro de Solidariedade e Apoio ao Trabalhador, Ricardo Silva; e o assessor jurídico da Força Sindical de Minas, Carlos Magno Guerra. Fonte: Assessoria de Imprensa do Deputado Estadual Carlos Mosconi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *